3.3.10

Primaveril


Vidas entrelaçadas num espaço de minutos, sentimentos despresiveis como folhas de papel rasgados . Este é o grito da minha revolta ! Tremo, no meio deste silencio louco, sufocante e cobarde. As teclas prendem, a gravata aperta no pescoço e sinto a raiz a desvalecer. Não valem de nada adubos ou motilações, somos dois barcos sem fundo ! És a pedra do meu sapato.Tenho os pés em frida, frida que dói, frida que não sara . Não mereces as minhas lágrimas, nem a minha preocupação, mas és a Primavera da minha vida que está mais florida que nunca .

15 comentários:

  1. escreves muito bem minha fofa :o
    beijinho <3

    ResponderEliminar
  2. meu amor, meu amor pequeninho mas com amor maior que qualquer outro, tens tanto doce em cada pelavrinha

    ResponderEliminar
  3. oh coraçao, que texto ternurento :O

    ResponderEliminar
  4. participa nas nossas actividades e ajuda-nos a ajudar :)

    ResponderEliminar
  5. Obrigada minha linda <3

    ResponderEliminar
  6. o teu coraçao é muiiiiito forte amor *

    ResponderEliminar
  7. minha querida, nem a pessoa do texto nem ninguém merece as tuas lágrimas :)
    tu és linda

    ResponderEliminar
  8. oh que doce

    coração coração

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. Um dia vai sarar, no fim vais ter aquilo que queres, basta acreditares e lutares por aquilo que queres, mesmo, às vezes não sendo fácil.
    Força minha querida :)*

    ResponderEliminar
  11. Olá Diana, os quadros são meus sim, estão todos a venda, caso haja interesse, parabéns pelo seu blog tb, bastante criativo e bem trabalhado, bjs, Marcella.

    http://www.artistaearteira.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Liberdade de Expressão